Presidente do ministério vai à Europa

By on dezembro 10, 2015

Pastor Levi Barbosa Libarino realizou uma viagem missionária para definir novos rumos da igreja com o trabalho evangelístico fora do Brasil

Cumprir o IDE do Senhor Jesus é uma prioridade para a ADF. Por isso, o líder do  ministério, pastor Levi Barbosa Libarino, visitou seis países da Europa para avaliar as atividades cristãs feitas nesses locais e para analisar como a igreja brasileira pode ajudar os irmãos, que estão à frente dos trabalhos. Confira como foi e quais são os planos para a atuação internacional da ADF na entrevista especial que nosso pastor concedeu ao Jornal Shalom.

IMG-20151205-WA0002

 Jornal Shalom: Qual foi o objetivo da viagem do senhor à Europa?

  1. Levi Libarino: A história começou em 2008, quando realizamos a celebração dos 40 anos do ministério. Em uma das noites um pregador, após a ministração da Palavra de Deus, começou a profetizar ao pastor Edgar (in memoriam) dizendo que viu um globo terrestre e o pastor pisando em vários países do mundo. Aquilo me marcou muito, pois foi uma promessa grande que o Senhor fez naquela noite. Essa mensagem reforçou ainda mais algo que eu já queria fazer, que era criar um departamento de missões na ADF. Atualmente, após o falecimento do nosso pastor Edgar, Deus falou comigo em profecia, usando mais de uma pessoa, e dizendo que era o momento de cumprir essa promessa e que os irmãos viriam de outros lugares do mundo se oferecendo para ficar conosco e nos ajudar no trabalho evangelístico. Esse foi o motivo da nossa ida à Europa. Deus está nos chamando para evangelizar outros povos e eu precisava conhecer de perto o trabalho.

JS: Quem o acompanhou nessa viagem?

  1. Levi: Fui eu e o pastor Carlos Wagner S. Bonfim, nosso diretor de Missões do ministério, além de meu sobrinho Lucas S. Brito, que gostaria de conhecer o trabalho evangelístico realizado com os jovens europeus. A viagem foi entre os dias 14 e 23 de outubro. Visitamos a Espanha, a França, a Itália, o Marrocos, a Alemanha e Luxemburgo.

JS: Para a ADF, qual é importância de apoiar o trabalho no exterior?

  1. Levi: Para o nosso ministério é essencial cumprir essa missão, pois significa que estamos ouvindo e obedecendo ao chamado do Senhor. Recebi um recado do pastor Luiz Paulo, da Espanha, que nos recebeu na Europa. Ele disse nessa mensagem que iria citar uma palavra que está registrada no livro de Atos dos Apóstolos, dirigida ao apóstolo Paulo, quando ele teve uma visão, e um varão dizia a ele “Passa à Macedônia e ajuda-nos!”. O pastor Luiz Paulo parafraseou a frase dizendo “Passa à Espanha e ajuda-nos!”. Eles estão clamando por ajuda. Há muitas igrejas brasileiras na Europa, mas a maioria delas é formada por latinos, com a grande parte dos cultos em português, então só interessa para as pessoas que entendem nosso idioma. Queremos ir para a Europa para evangelizar esse povo, falar na língua deles e abrir igrejas para ajudá-los lá. Temos certeza que estamos atendendo um chamado de Deus, pois a Europa está morrendo espiritualmente falando. Por isso, vamos dar o melhor de nós, com a Graça de Deus, para ajudar aquele povo também. Lá não encontramos igrejas próximas das outras, como temos aqui no Brasil. Eu viajei mais de 100 quilômetros sem encontrar um crente ou uma igreja se quer. Nós estamos fazendo a vontade de Deus. O que Senhor mandar faremos, pois será para a Sua glória.

JS: Quais são os planos da ADF para o trabalho missionário na Europa em 2016?

  1. Levi: Os planos são muitos. O primeiro deles é levarmos um grupo de jovens para ficar entre 15 e 20 dias na Europa, evangelizando nas regiões próximas à cidade de Córdoba, na Espanha. Temos também um projeto de iniciar uma igreja em Portugal. Novas portas estão se abrindo em outros países. Há um irmão na Alemanha que nos enviou uma mensagem pedindo autorização para montar uma célula da ADF nesse país. Outros pedidos já chegaram da República Checa e ainda de Macau, na China. Não sabemos ao certo o que Deus fará em 2016, mas Ele está no controle. Os próximos planos que estamos trabalhando para concretizar são o evangelismo dos jovens na Espanha e a igreja em Portugal. Estamos desafiando nossa mocidade, a UMADEF, para levantar recursos (ao menos € 400 por mês) para sustentar o jovem Neemias, filho do pastor Luiz Paulo, da Espanha. O objetivo é que ele não trabalhe fora, mas possa focar 100% nas atividades da igreja. Esse jovem é bem envolvido com a obra evangelística e tem muita vontade de fazer mais para Deus naquele local. Precisamos de muitas orações, do apoio de nossos irmãos e pastores do ministério. Além disso, é essencial contarmos com a compreensão de todos, pois não pensem que por a Europa ter uma boa condição financeira, as igrejas também têm o mesmo padrão. Lá as igrejas são muito pequenas, cerca de 10 a 20 pessoas, e o custo de vida é mais alto, os aluguéis dos locais também, então as igrejas nem sempre conseguem sustentar um pastor. Às vezes é necessário mandar um recurso daqui para sustentar o servo de Deus, como será o caso de Portugal. Nesse país teremos que ajudar o pastor e sua família, assim eles poderão dedicar o tempo de forma exclusiva para a obra de Deus.

Contamos com as orações e o apoio da igreja para esse trabalho. Que Deus abençoe a todos!

About admin

UA-51184702-1